Luís de Camões – Desconcerto do Mundo

Os bons vi sempre passar
no mundo graves tormentos;
e, para mais m´espantar,
os maus vi sempre nadar
em mar de contentamentos.
Cuidando alcançar assim
o bem tão mal ordenado,
fui mau, mas fui castigado:
Assi que, só para mim
anda o mundo concertado.

Luís Vaz de Camões (1517 e 1524(?) – Lisboa, 10/6/1580)
Um dos maiores poetas portugueses, autor d´Os Lusíadas, obra conhecida universalmente.

About these ads

5 Respostas

  1. valeu no meu trabalho bjúús pra quem invento o site

    • Muito obrigada! Apraz-me a utilidade deste espaço no seu trabalho!

  2. eu nao entende nada to fazendo um trabalho e quero algum descente meu anjo

    • Meu anjo, ninguém manda ser tamanho ignorante a ponto de não entender poesias tão bem formulados como as de Camões. Não culpe as pessoas por sua falta de interpretação

  3. Que adverbio traduz a idéia de regularidade que o poeta diz ter observado no mundo ?

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 33 outros seguidores

%d bloggers like this: