Archive for Fevereiro, 2010

Maria Alberta Menéres – Os Contos de Fadas
Fevereiro 16, 2010

“(…) Os contos de fadas garantem à criança que as dificuldades podem ser vencidas, as florestas atravessadas, os caminhos de espinhos desbravados e os perigos mudados, por mais pequeno e insignificante que seja quem pretende venver na vida. E a criança, desprotegida por natureza, sente que também ela pode ser capaz de vencer os seus secretos medos, as suas evidentes ignorâncias. (…)”

MENÉRES, Maria Alberta, O que é a Imaginação

Maria Alberta Menéres (Vila Nova de Gaia, 25/8/ 1930)
Professora, tradutora, jornalista, poetisa e escritora infanto-juvenil, mãe da cantora Eugénia Melo e Castro.

Anúncios

Mia Couto – “Bem Hajam”
Fevereiro 16, 2010

” Caros,
“Supra-escrevo-me: sou um corrupto nacional. Dedico esta minha carta a todos que têm contribuído para a nossa normal desorganização, estado que muito me tem facilitado a obra e o recheio. (…) bem hajam.”

Mia Couto (Beira, Moçambique, 1955)
Jornalista – foi director da Agência de Informação de Moçambique, da revista Tempo e do jornal Notícias de Maputo -, poeta, contista, novelista, romancista, cronista, biólogo e professor.
Nome próprio: António Emílio Leite Couto – “Mia”, pronúncia de Emílio pelo irmão, adoptado também pelo seu amor aos gatos.

Lopes Morgado – À Lareira
Fevereiro 16, 2010

Foi A Mulher, A Mãe, A Companheira,
A Estrela, O Rumo, O Remo, O Barco – Tudo
Este feixe de rugas e canseira
Que o tempo vai queimando, exausto e mudo.

Lopes Morgado(Areias de Vilar, Barcelos, 23/4/1938)
Sacerdote – Frei da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos – , professor, escritor, poeta, jornalista.

Carlos Drummond de Andrade – O Amor
Fevereiro 16, 2010

“ (…) a salvação da vida é o amor. Se a gente não levar a todo o mundo uma mensagem de amor, alertando para a necessidade das pessoas cultivarem o sentimento amoroso, não só na escala individual, mas para a humanidade, eu acho realmente que o mundo vai piorar muito, vai acabar se destruindo. Eu falo num amor que atinja a tudo: à beleza da vida, aos animais, que são uma parte da natureza inteiramente entregue à boa ou má vontade dos homens.”

Carlos Drummond Andrade (Itariba, 31/10/1902 – Rio de Janeiro, 17/8/1987)
Poeta, contista e cronista brasileiro, licenciado em Farmácia

Dificuldades da Língua Portuguesa – Patronímicos
Fevereiro 16, 2010

Patronímicos são os nomes que designam a filiação ou linhagem – de sangue ou adopção.

Ex.: Álvares – filho de Álvaro;

Fernandes – filho de Fernando;

Gonçalves – filho de Gonçalo;

Henriques – filho de Henrique.

Carlos Queirós – Obra-Prima
Fevereiro 16, 2010

Sempre que uma insólita
Criação do espírito
Nos torna sensíveis
à divina Imagem,
Não há que hesitar:
É uma obra-prima.

Carlos Queirós (Lisboa, 5/4/1907 – Paris, 27/10/1949)
Poeta modernista, um dos grandes vultos da Revista Presença

Saúl Dias – A Palavra
Fevereiro 16, 2010

Só conheço, talvez, uma palavra.
Só quero dizer uma palavra.
A vida inteira para dizer uma palavra.
Felizes os que chegam a dizer uma pala-
[vra]!

Saul Dias (Vila do Conde, 1/11/1902 – Vila do Conde, 1983)
Pseudónimo de Júlio Maria dos Reis Pereira
Irmão de José Régio, poeta, pertenceu ao Movimento da Presença, colaborador em vários jornais, desenhador e pintor – assinava as suas obras com o nome próprio -, engenheiro civil.

Eugénio de Andrade – Infância
Fevereiro 9, 2010

Doçura
de tarde a cair.
Eu numa moldura,
pequeno , a sorrir.

Tu, minha alegria,
de tamancos,
tornando sonho êste dia,
na rua, no quintal e nos barrancos.

Minha mãi, debruçada
no rio a lavar…
E a roupa, tão branca,
ao lado a secar…

Eugénio de Andrade (Póvoa de Atalaia, Fundão , 19/01/1923 – Porto, 13/06/2005)
Pseudónimo de José Fontinhas.
Poeta de renome internacional, tradutor, prosador, autor de literatura infantil, antologista, detentor de diversos prémios literários, nomeadamente o Prémio Camões em 2001.

Daniel Sampaio – Ser Avô
Fevereiro 8, 2010

“Ser avô é apaixonarmo-nos de novo.”

Daniel Sampaio (Lisboa, 1946)
Escritor, Psiquiatra, professor catedrático.

Gastão Cruz – Rumor
Fevereiro 7, 2010

Voz do verão a pele que
te escuta conhece o mar

Gastão Cruz(Faro, 20/7/1941)
Poeta, crítico literário, encenador.