Eduíno de Jesus – Génesis – À Memória de Vergílio Ferreira

À Memória de Vergílio Ferreira

Da abóbora originária, pendem, como
estalactites translúcidas, as cordas vibráteis
de uma Fuga só audível a
milénios e milénios de distância. E

nós vamos, entre
silêncio, caminhando
no labirinto dos caules petrificados
dessa música inaugural, à

procura das formas reais
do lado de fora do nosso
inferno obscuro, onde se

erguem as cidades brancas
da Ilha Absoluta imaginária:
Nossa Pátria solar!

Eduíno de Jesus (Ponta Delgada, Açores, 18/1/1928)
Ensaísta, dramaturgo, poeta, professor do Ensino Secundário e, posteriormente, docente universitário.

Advertisements

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: