Eduíno de Jesus – Génesis – À Memória de Vergílio Ferreira

À Memória de Vergílio Ferreira

Da abóbora originária, pendem, como
estalactites translúcidas, as cordas vibráteis
de uma Fuga só audível a
milénios e milénios de distância. E

nós vamos, entre
silêncio, caminhando
no labirinto dos caules petrificados
dessa música inaugural, à

procura das formas reais
do lado de fora do nosso
inferno obscuro, onde se

erguem as cidades brancas
da Ilha Absoluta imaginária:
Nossa Pátria solar!

Eduíno de Jesus (Ponta Delgada, Açores, 18/1/1928)
Ensaísta, dramaturgo, poeta, professor do Ensino Secundário e, posteriormente, docente universitário.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: