Eugénio de Andrade – “Às vezes…

“Às vezes sinto-me tão desesperado que me sento a escrever como quem chora”.

Eugénio de Andrade (Póvoa de Atalaia, Fundão , 19/01/1923 – Porto, 13/06/2005)
Pseudónimo de José Fontinhas.
Poeta de renome internacional, tradutor, prosador, autor de literatura infantil, antologista, detentor de diversos prémios literários, nomeadamente o Prémio Camões em 2001.

Advertisements

2 Respostas

  1. Mto profundo e real! Cada um de nós exterioriza da forma que “mais lhe convém”, a sua Angústia, Tristeza, Desespero e… a escrita pode ser uma delas.

    • Olá, Anabela!
      Partilho a sua opinião acerca da perspetiva sobre a escrita que o Eugénio de Andrade nos oferece. A escrita é, de facto, a projeção do nosso “eu”, mas não só de “angústia, tristeza e desespero”, porque ela pode cantar a vida, evocar os sonhos, multiplicar/partilhar os sorrisos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: