Soeiro Pereira Gomes – Esteiros

Soeiro Pereira Gomes

“Esteiros. Minúsculos canais, como dedos de mão espalmada, abertos na margem do Tejo. Dedos das mãos avaras dos telhais que roubam nateiro às águas e vigores à malta. Mãos de lama que só o rio afaga”

GOMES, Soeiro Pereira, Esteiros, prefácio

Soeiro Pereira Gomes (Gestaçô, 14/4/1909 – Lisboa, 5/12/1949)
Escritor neo-realista, colaborador em publicações, político contra a ditadura salazarista, defensor dos explorados e oprimidos, irmão da escritora Alice Pereira Gomes.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: