Altino do Tojal – Os Putos, A Semente que Germinou Boa Árvore

Altino do Tojal

“Em 1964, na minha juventude, publiquei em Braga um livro de contos, “Sardinhas e Lua”, que a partir de 1973, acrescido de novas histórias, prosseguiria a sua carreira com o título definitivo de “Os Putos”.

Trinta anos depois ainda é reeditado, suportando airosamente o desgaste do tempo. (…)

Afinal, talvez  de algum modo eu contribua para o silêncio em torno da minha obra, com este feitio tão desligado, tão discreto, tão distante. (…)

Mas o silêncio não causou danos irreparáveis nos “Putos”, não foi lousa tumular. (…)

Na longínqua edição de 1964 não chegavam a vinte; nesta, “Os Putos” ultrapassam os cem. Um grosso livro, convenhamos. Fez-me bem escrevê-lo, ou melhor, desentranhá-lo, conto a conto (…).

O facto de continuarem a ser lidos, tanto tempo decorrido, permite concluir que da semente dos meus propósitos germinou boa árvore.

O AUTOR”

TOJAL, Altino do, Os Putos, Pórtico.

Altino do Tojal (Braga,26/7/1939)
Jornalista, ficcionista e tradutor.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: