Literaturas Africanas de Expressão Portuguesa, Cabo Verde – António Mendes Cardoso – Saudades

António Mendes Cardoso

Na espuma verde do mar
Desenharei o teu nome..

Em cada areia da praia,
Em cada pólen da flor,
Em cada gota do orvalho,
O teu nome deixarei gravado…

No protesto calado
De cada homem ultrajado,
Em cada insulto,
Em cada folha caída,
Em cada boca faminta,
Hei de escrever o teu nome..

Nos seios férteis das virgens,
Nos sorrisos perenes das mães,
Nos dedos dos namorados,
No embrião da semente,
Na luz irreal das estrelas,
Nos limites do tempo..

Hei de uma esperança semear…

António Mendes Cardoso (N.ª S.ª Conceição, Ilha do Fogo, Cabo Verde, 5/10/1935)

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: