José Régio – Lágrima, Pérola

José Régio

Lágrima, pérola,

Que internamente

Corres oculta,

Dádiva cérula

Viva e sepulta…,

 

Corre, e que a gente

Da multidão

Se agite infrene,

Baile simiesca,

Roje no chão,

 

Surda ao teu canto, fonte perene!

 

Lágrima, pérola,

Dádiva cérula,

Queima e refresca

Meu Coração!

 

Fonte perene

Da Canção.

 

José Régio (Vila do Conde, 17/09/1901 – Vila do Conde, 22/12/1969)
Pseudónimo de José Maria dos Reis Pereira
Poeta, dramaturgo, romancista, contista, ensaísta, crítico, desenhador, coleccionador, licenciado em Filologia Românica.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: