Mário Rui de Oliveira – Talhas Tenhas e Potes

Presas ao ritmo da terra
tão fundas e circulares
conhecem a matéria
com que os deuses
(artesãos esquecidos)
modulavam os homens

íntimas do fogo e da sombra
talhas tenhas e potes
conservam o vinho o azeite e o pão
e a história milenar de uma grande sede

Mário Rui de Oliveira (Joane, Vila Nova de Famalicão, Abril de 1973)
Poeta, Padre, doutorado em Direito Canónico e Jurisprudência.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: