Antonieta Preto – A Paciência

Antonieta Preto

(…) quero dizer-te que a noite já é velha para mim,  e

por isso te falo com a mesma paciência que é esperar

o desabrochar de um jardim ou a colheita de um pão.

Antonieta Preto (Baixo Alentejo, 1968)
Jornalista e poetisa.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: