Francisco Luiz Lopes -Sines, Convivências e Recreios

Breve Notícia de Sines

” Nas terras pequenas vive-sew, por assim dizer, uma vida de communidade.  Sines nesta parte é uma Villa patriarchal. E ainda o foi mais, antes destas nossas desgraçadas dissensões políticas!…

Aqui todos se obsequeião mutuamente. O estranho é sempre o  bem vindo. Ha pouco ciume natal. Se o recém-chegado é pacífico e benevolente, pertence á família. Fica adoptado. Se é rixoso e sobranceiro, é uma existência isolada. Por mais tempo que tenha de residência, é sempre um estranho. (…)

De hinverno a vida é triste e solitaria. O local é ventoso. O dia deserto. Á noite cada um se senta ao seu lar.

Eu devo prevenir os meus leitores que eu gosto do lar. Fui creado na lareira. Nunca gostei de fogões estrangeiros nem das braseiras e bruxas da Beira.

(…)

Nos domingos e dias feriados, o povo ajunta-se de manhã na praça a tratar dos seus negocios. Á tarde passeia pelas ruas – estagna aos cantos, e faz amiudadas visitas aos numerosos templos de Deus d´alegria do coração do pobre.

Ahi grita-se – cantarola-se e sae-se alegrete entre as 9 e as 11. A conversa vem pegada de dentro.”

(continua)

LOPES, Francisco Luiz, Breve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da Gama, Lisboa, Na Typographia do Panorama, 1850.

Francisco Luiz Lopes
Nasceu em Faro, 1816 e fixou-se em Sines de 1847 a 1869 como médico-cirurgião, a par de historiógrafo e cronista de costumes.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: