Raul Brandão – A Nossa Terra Portuguesa

Raul Brandão

“10 de Agosto – 1921

Esta nossa terra portuguesa vai pela costa fora sempre de braços abertos para o mar, estreitando-o amorosamente contra si. Começa em Caminha até ao forte de Âncora (…)

Todas as povoações são viradas para o mar. O sol doira uma janela, uma eira, um espigueiro, o campo do milho alimentado a sargaço que tem os pés na água. E o biombo cor de rosa desenrolasse sempre ao lado do comboio…”

BRANDÃO, Raul, Os Pescadores

Raul Brandão (Foz do Ouro, 12/3/1867 – Lisboa, 5/12/1930)
Escritor, jornalista e militar.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: