Maria Teresa Rita Lopes – Agora que Morreste Mãe

Maria Teresa Rita Lopes

Agora que morreste   Mãe

e só em mim te tenho

sou mais que o meu tamanho

porque sou tu também

 

Tuas mãos afagam minhas mãos

de quem são estes gestos esta pele?

Nunca me deste irmãos

só contigo reparto o meu farnel

 

de quotidianos fardos e alegrias

breves e desta brasa em chaga

que é tua ausência nos meus dias

órfãos mas sempre ao colo desta mágoa

 

de não te ter de te ter sido esquiva

de não te ter nunca aberto as portas

do meu ser de nunca te ter dado vivas

o que hoje já só são carícias mortas.

 

Maria Teresa Rita Lopes (Faro, 12/9/1937)
Ensaísta, poetisa e dramaturga, investigadora, uma das maiores especialistas contemporâneas sobre Fernando Pessoa, professora catedrática, licenciada em Filologia Românica – FLUL-, doutorada pela Sorbonne.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: