Casimiro de Brito – O Mar

Casimiro de Brito

“O mar, diz-me um pescador da Ria Formosa, é como as mulheres: a minha foi sempre a mesma e, todos os dias, foi diferente.

E tu, és sempre igual?

Eu sou pescador, nasci num barco, aceito os caprichos do mar.”

In JL, 29 de Junho a 12 de Julho de 2011

 

Casimiro de Brito (Loulé, 14/1/1938)
Poeta, ensaísta e ficcionista.

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: