Maria Andresen – Domingo, 4 de Julho

Maria Andresen

Há uma glória neste lugar solar

por sobre a sombra, o desabrigo

ladeando ventos, passos, vozes,

pássaros de água.

 

Há sob o sol antigo (sol alheio, de sobranceria)

um acolhimento, como se ele apenas contigo

houvesse agora entendimento e no princípio

da praia, solitário, te esperasse.

 

Para trás ficou a cidade – a cidade-estuário,

a cidade azul criada pelo rio, a cidade olhada,

percorrida, no bater do coração de tanto Verão –

 

amarga e amada e na tarde da terra o trabalho

avança, contigo para o sem-nome da distância,

solitária e azul.

Lisboa, 15 de Julho de 2004

 

Maria Andresen (Porto, 1948)
Poetisa, coautora dos Cadernos de Literatura, ensaísta, professora na FLL, licenciada em Filologia Românica, mestre em Ensino da Literatura, doutorada em Literatura Comparada, filha da poetisa Sophia de Melo Breyner Andresen.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: