António Torrado – Amar o Mar

António Torrado

“Linha do Estoril, 15 de janeiro

Fui ter com o mar. Das vezes que cedo ao impulso e satisfaço saudades do mar a sério, o das marés vivas que afrontam as praias desertas, sinto, diante da paisagem turvada e violenta, revigorar-se todo o meu ser como se o banho de maresia fosse o grande tónico para prolongar a vida.

Num paredão em grandes letras: AMAR O MAR. É um programa, uma interpretação, um desafio.  (…)

AMAR É NÃO TER MEDO. Li-o em Coimbra, há anos, perto do Jardim Botânico.

Apeteceu-me, agora, associar os dois, decerto escritos em tempos diferentes por pessoas diferentes, pensando coisas diferentes: Aí vai: AMAR O MAR É NÃO TER MEDO. (…)”

 

In JL , “Diário”, 8 a 21 de fevereiro de 2012

 

António Torrado (Lisboa, 21/11/1939)
Poeta, dramaturgo, contista, destacado autor de literatura infantil e juvenil, professor, pedagogo, jornalista, licenciado em Filosofia.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: