António Ramos Rosa – O Encanto da Palavra Estrela

António Ramos Rosa

Porquê o encanto da palavra estrela?

Será que a palavra cintila como o astro

no céu?

Ela é uma forma viva que vemos como se

fosse azul

e designa imediatamente a longínqua estreia no céu (…)

 

ROSA, António Ramos, A Imobilidade Fulminante

 

António Ramos Rosa (Faro, 17/10/1924 – Lisboa, 23/09/2013)
Poeta, crítico literário, ensaísta, tradutor e desenhador.
Marido da poetisa Agripina Costa Marques.

 

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: