Ferreira de Castro – “QUEREMOS PÃO!”

Ferreira de Castro

” A multidão surgia, enfim, na curva da estrada. Eram centenas de cabeça, umas atrás das outras, sempre umas atrás das outras; homens e mulheres, rapazes de entrar nas sortes e velhos que se arrastavam tocados pelo entusiasmo que galvanizava a horda toda. (…)

Três bandeiras vermelhas agitavam-se sobre a chusma que avançava (…)

Atrás, porém, solenes como estandarte saído de museu para magna festividade, vinha, muito esticada entre as duas varas a que estava presa, uma larga toalha de linho, opulentamente bordada, como só grande senhor a poderia usar à sua mesa. E sobre o que pobres mãos de mulheres tinham feito em arte de paciência, esgotando as pupilas no fura-fura da agulha, um pincel desenhara, em letras de palmo e meio, o grito que merecera ser levado em andor:

QUEREMOS PÃO!”

CASTRO, Ferreira de, Eternidade

 

José Maria Ferreira de Castro (Ossela, Oliveira de Azeméis, 24/05/1898 – Porto, 29/06/1974
Romancista e jornalista.

 

 

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: