Mário Castrim – Adivinha

Mário Castrim

O meu mar é o ar.
Vem nu, vem nu, vem vento
E leva-me a viajar
Por cima do tempo.

Sou tudo o que se quiser
Leão e gato
Homem, mulher,

Fruto e sapato.
Sou feita da imaginação
da água.

A minha raíz está no mar
e nas folhas das árvores.

Quando tenho saudades
da terra choro

c
h
o
v
o
.
.
.

Mário Castrim (Ílhavo, 31/7/1920 – Lisboa, 15/10/2002)
Pseudónimo de Manuel Nunes da Fonseca.
Jornalista, contista, autor de literatura infantil e juvenil, poeta, ensaísta, marido de Alive Vieira e pai da jornalista e escritora Catarina Fonseca.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: