Literatura Africana de Expressão Portuguesa – Daniel Filipe – Preia-Mar

Daniel Filipe

As ondas quebram na areia,
dizem segredos perdidos…
Saudades da maré-cheia,
de barcos e tempos idos…

Segredos tristes, lamentos,
que o mar não pôde calar…
E foi dizê-los aos ventos,
aos pescadores, ao luar…

As ondas dizem na areia
saudades de tempos idos…
Segredos da maré-cheia,
de barcos tristes
– perdidos.

 

Daniel Filipe (Cabo-Verde, 1925 – Cabo Verde, 1964)
Poeta, jornalista colaborador nas revistas: Seara Nova e Távora Redonda, codiretor dos Cadernos do Bloqueio.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: