Adolfo Portela – Terra da Pátria

adolfoportela

Terra da Pátria – raminho
De frondoso laranjal!
Chagas de oiro em pergaminho,
Cruz de Cristo baptismal!

Terra da Pátria – nobreza,
Pálio rico de arraial!
Um livro velho na mesa,
Perfume de madrigal!

Terra da Pátria – mosteiro,
Trompa de guerra, missal!
Infanção e cavaleiro,
Deus te guarde, Portugal!

 

Adolfo Rodrigues da Costa Portela (Águeda, 16/08/1866 – Fundão, 17/11/ 1923)
Poeta, contista, dramaturgo, ensaísta, crítico literário, tradutor, jornalista, músico, compositor, advogado, tesoureiro e administrador de concelhos.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: