Tiago Torres da Silva – Um Escritor de Olhos Tristes

 

“Há muito tempo que o observava de longe. Conhecia-lhe as palavras e, por vezes, fugia delas pela angústia, pela tristeza, pelo desespero.

Conhecia a magreza triste do seu corpo, os piercings desalinhados, os olhos de menino abandonado que procura, que procura, que anda à procura…

Ouvi falar dele a muita gente. Que o amava. Ou que não… e observava-o de longe.

Ele é escritor, mas não como eu. Ele é um escritor a sério. Dedicado. Paciente. Interessado. E eu invejava-lhe isso – a paciência, a dedicação. Mas sempre fugi da angústia da escrita. Porquê escrever?, para quê escrever?, são perguntas que nunca se me colocam porque o prazer da escrita suplanta em mim todas as angústias, todas as dúvidas. Escrever faz-me inteiramente feliz e, como, neste terra, só tenho uma vida, sinto-me que a minha primeira obrigação é ser feliz. Ele parecia que não podia ser por causa dos olhos, por causa das palavras… (…)”

(continua)

In JL, “Debate-papo”, 22 Novembro – 5 Dezembro 2006

 

Tiago Torres da Silva (Lisboa, 29/12/1969)
Poeta, ficcionista, cronista, letrista, dramaturgo, encenador, engenheiro zootécnico.

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: