Mário Saa – Futurismo

 

“(…) Futurismo é regressar ao passado pelo desdém; desdenhar o existente em Arte, é regressar a si-mesmo, é regressar á inocência da Arte! Só o homem que se despe é egual áquele que se não vestia. (…)

Muitas singularidades que estão no génio não são senão contraste entre o povo a que pertence, e o povo no seio do qual isoladamente vive; é por esta razão que ninguém é profeta na sua terra. (…)”

 

In Uma Entrevista Célebre, Portugal Christão-Novo Ou Os Judeus na República, conduzida por Guilherme de Lencastre, Lisboa, 11/09/1921

 

Mário Saa (Caldas da Rainha, 18/6/1893 – Ervedal, 23/1/1971)
Poeta, colaborador em diversas publicações.

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: