Alexandre Pinheiro Torres – A Lâmpada Apaga-se

 

O combustível do olhar está no zero do indicador de nível,

e a boca ávida de chama sorve as últimas gotas da mecha
mirrada].

A lâmpada do olhar, em breve liquidamente exausta,

deixará de incendiar a secura das coisas.

 

Há um resto de corpo que ainda arde para além da chama

ao abrigo da pequena e isolada gruta do coração,

e dai parte a súbita e alta labareda

que precipita a lâmpada num paraíso de trevas.

 

Alexandre Pinheiro Torres (Amarante, 27/10/1923 – Cardiff, 3/8/1998)
Romancista, poeta, ensaísta, historiador de literatura, crítico literário, tradutor, professor catedrático, co-fundador da revista Serpente, bacharel em Ciências Fí

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: