João de Deus – Agora!

A Luz que dá o teu rosto

É a luz da madrugada,

Mas vi-a quase ao sol-posto

De uma vida amargurada…

tão tarde vi o teu rosto!

 

Oh! Se na manhã da vida

Me raia logo essa aurora,

Quando folha e flor caída

Me embelezara inda agora

O triste arbusto da vida!

 

Mas andei sempre às escuras…

Por onde nem sol se lobriga

Luz de estrelas nas alturas,

Quanto mais em face amiga…

Eu andei sempre às escuras!

 

E agora, vendo a beleza

Dessa luz que me alumia,

Não sei se a minha tristeza

É mais que a minha alegria…

Vendo agora essa beleza!

 

João de Deus (S. Bartolomeu de Messines, 8/3/1830 – Lisboa, 11/1/1896)
Poeta lírico, jornalista, tradutor, pedagogo, autor da Cartilha Maternal, licenciado em Direito.

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: