Archive for the ‘Sinais da Língua’ Category

Grupos Naturais – Dar ao Rabo / Dar aos Calcanhares (ou Às de Vila-Diogo) / Dar a Palavra / Dar à Perna (ou Às Gâmbias) / Dar Apoio a / Dar a Posse / Dar a Preferência
Março 21, 2017

Grupos Naturais – combinação de grupos a dois, associados naturalmente, frequentemente verbo-substantivo, constituindo expressões vulgarizadas pelo uso.

Apresentação de alguns exemplos:

 

Dar ao rabo – agitar, abanar a cauda.

Ex.: Quando a Rosca vê a Joana começa logo a dar ao   rabo.

 

Dar aos calcanhares (ou às de vila-diogo) – fugir.

Ex.: Quando ouviu o cão, o ladrão deu aos calcanhares.

Ao fazer barulho, o Mário deu às de vila-diogo.

 

Dar a palavra – permitir que alguém fale; (honra) empenhar a palavra, garantir.

Ex.: Na sessão, o chefe de turno pediu a palavra.

          O Sr. Pardal concluiu a defesa do operário, dando a palavra de honra.

 

Dar à perna (ou às gâmbias) – dançar.

Ex.: A Quicas deu à perna toda a noite.

O Gabriel dá às gâmbias até de madrugada.

 

Dar apetite – produzir, despertar o apetite.

Ex.: O cheiro do grelhado deu-lhe apetite.

 

Dar apoio a – ajudar.

Ex.: A Fany dá apoio aos timorenses.

 

Dar a posse – entregar oficialmente os poderes a alguém.

Ex.: O presidente deu a posse do cargo ao novo director.

 

Dar a preferência – escolher.

Ex.: O júri do concurso deu a preferência aos candidatos com experiência naquela área.

 (continua)

Grupos Naturais – Dar ao Badalo / Dar ao Dedo / Dar ao Dente (ou ao Queixo) / Dar ao Demo / Dar ao Gatilho / Dar ao Inventário / Dar ao Manifesto
Março 13, 2017

Grupos Naturais – combinação de grupos a dois, associados naturalmente, frequentemente verbo-substantivo, constituindo expressões vulgarizadas pelo uso.

Apresentação de alguns exemplos:

 

Dar ao badalo – falar.

Ex.: Tudo isto aconteceu, porque ele deu ao badalo.

 

Dar ao dedo – trabalhar: costurar, fazer malha, etc.

Ex.: A Ana levou a tarde a dar ao dedo.

 

Dar ao dente (ou ao queixo) – mastigar, comer.

Ex.: Durante a festa, a Rita não parou de dar ao dente.
O Zeca deu ao queixo a noite inteira.

 

Dar ao demo (diabo) – amaldiçoar, mandar par o inferno.

Ex.: Ela deu ao demo os mexericos das colegas.

 

Dar ao gatilho – disparar a arma.

Ex.: Em tempo de guerra, os soldados dão ao gatilho.

 

Dar ao inventário – fazer a descrição completa de…

Ex.: Após o falecimento do pai, ela teve de dar ao inventário todos os bens.

 

Dar ao manifesto – declarar pormenorizadamente.

Ex.: O contrabandista foi obrigado a dar ao manifesto toda a mercadoria que transportava.

(continua)

Dificuldades da Língua Portuguesa – A “Vez”, as “Vezes” e a Vírgula
Março 10, 2017

As locuções abaixo indicadas, porque, em regra, iniciam orações novas , devem ser precedidas por vírgula:

Uma vez quelocução conjuncional subordinada condicional.

Ex.: A minha tia disse que voltaria para Portugal, uma vez que estão reunidas as condições.

 

Cada vez (em) quelocução conjuncional subordinada temporal.

Ex.: O Júlio fica mal-disposto, cada vez que como cozido.

 

Todas as vezes (em) quelocução conjuncional subordinada temporal.

Ex.: Darei comida aos sem-abrigo, todas as vezes (em) que for à Baixa.

Ana Goês – Jogos com a Língua Portuguesa (continuação)
Março 7, 2017

Pares de “frases homófonas”…

 

“Oh, sim, a mulatinha!
Oh, sim, a mula tinha…

 

“Porque não gosta de aves, truz!, bateu-lhe!
Porque não gosta de avestruz, bateu-lhe!

 

“Com defeito, Barão?
Conde feito Barão?!

 

“Eduque como deve ser!
E Duque como deve ser…

 

“O passo da Rainha reconhecia-se ao longe.
O Paço da Rainha reconhecia-se ao longe.”

 

“Reinação!…
Rei! Nação!

 

“Se a mão dobra, não interessa…
Se a mão-de-obra não interessa…

 

“Se tenta, não se senta…
Setenta, não sessenta!…

 

“Semear em Janeiro é natural…
Se miar em Janeiro é natural…

 

“Sementes, nem penses nisso!
Se mentes, nem penses nisso!

 

GOÊS, Ana, Aliás Voltas Sempre / Ali às Voltas Sempre

(continua)

 

Ana Goês, Carnaxide, 1936
Poetisa e prosadora.

Grupos Naturais – Dar Alívio / Dar a Lume / Dar à Luz / Dar a Mão / Dar a Morte / Dar Andamento (a) / Dar Ânimo
Fevereiro 28, 2017

As Vogais

Grupos Naturais – combinação de grupos a dois, associados naturalmente, frequentemente verbo-substantivo, constituindo expressões vulgarizadas pelo uso.

Apresentação de alguns exemplos:

 

Dar alívio – atenuar a dor.

Ex.: O medicamento está a dar-lhe alívio.

 

Dar a lume – publicar.

Ex.: Hoje dá a lume o décimo do livro do DC.

 

Dar à luz – parir.

Ex.: A Joana dá à luz em Agosto.

 

Dar a mão – ajudar; consentir no casamento.

Ex.: Nos momentos difíceis, o irmão deu-lhe sempre a mão.

O Sr. Silva deu a mão da filha ao Sr. Barão.

 

Dar a morte – matar.

Ex.: O acidente deu a morte ao jovem poeta.

 

Dar andamento (a) – despachar.

Ex.: A repartição está a dar andamento ao seu pedido.

 

Dar ânimo – encorajar.

Ex.: As suas palavras deram ânimo à jovem estudante.

(continua)

Onomatopeias – Nova Versão, Outros Ruídos – Ramagem / Relógio / Sino / Tambor / Tecido / Trovão / Vento / Vinho
Fevereiro 15, 2017

As Vogais

Onomatopeias são as palavras que imitam as vozes de pessoas ou animais, e os ruídos da natureza e de objectos.

A atual publicação terá uma nova apresentação relativamente às anteriores:

1.Vozes de Animais – concluída!

2. Outros Ruídos ou Sons da Natureza e de Objetos

Ramagem ————————- rumorejar

Relógio —————————- tiquetaque

Sino ——————————– badalar; tão-balalão

Tambor ————————— rataplã

Tecido —————————– frufru

Trovão —————————- ribombar

Vento —————————– ulular

Vinho —————————- gorgolejar.

Fim

Grupos Naturais – Dar a Escolher / Dar à Estampa / Dar a Fazer / Dar Agasalho / Dar a Hora / Dar a Impressão / Dar Ajuda / Dar Alegria / Dar à Língua
Fevereiro 9, 2017

As Vogais

Grupos Naturais – combinação de grupos a dois, associados naturalmente, frequentemente verbo-substantivo, constituindo expressões vulgarizadas pelo uso.

Apresentação de alguns exemplos:

 

Dar a escolher – possibilitar uma opção.

Ex.: No final do curso, o irmão deu-lhe a escolher entre uma viagem e um automóvel.

 

Dar à estampa – ser publicado.

Ex.: O nosso dicionário dará à estampa em Setembro.

 

Dar a fazer – confiar tarefas.

Ex.: A mãe vai dar a roupa a fazer.

 

Dar agasalho – aquecer bem.

  Ex.: Este fato um bom agasalho.

 

Dar a hora – soar a hora.

 Ex.: Já tinha dado a hora quando a prova começou.

 

Dar a impressão – fazer supor.

Ex.: Dá a impressão que eles já se conheciam.

 

Dar ajuda – prestar auxílio.

Ex.: A Helena dá ajuda a qualquer colega.

 

Dar alegria – proporcionar satisfação.

Ex.: -me alegria saber que já estás bem de saúde.

 

Dar à língua – tagarelar, conversar; denunciar.

Ex.: Aquelas amigas não se cansem de dar à língua.

O plano não resultou, porque alguém deu à língua.

(continua)

 

Dificuldades da Língua Portuguesa – Cumprir com ou Cumprir o/a / um(a)?
Fevereiro 9, 2017

As Vogais

O verbo cumprir é frequentemente utilizado regido da preposição com – “cumprir com” -, e também consta nestes moldes nalguns dicionários, contudo estamos na presença de um verbo transitivo direto, pelo que  devemos optar pelo emprego do verbo como abaixo se exemplifica:

cumprir a pena;

cumprir o  dever;

cumprir os objetivos;

cumprir o prazo;

cumprir uma meta.

Onomatopeias – Nova Versão, Outros Ruídos ou Sons da Natureza e de Objetos: Ouvido / Palmas das Mãos / Peixe a Assar / Pião / Poça / Porta 
Janeiro 8, 2017

As Vogais

Onomatopeias são as palavras que imitam as vozes de pessoas ou animais, e os ruídos da natureza e de objectos.

A atual publicação terá uma nova apresentação relativamente às anteriores:

1.Vozes de Animais – concluída!

2. Outros Ruídos ou Sons da Natureza e de Objetos

Ouvido ——————————–  cochichar

Palmas das mãos ——————  estalar, estrepitar, soar

Peixe a assar ————————  rechinar

Pião ———————————-  roncar, zunir

Poça ———————————- chapinhar

Porta ———————————  ranger, chiar

(continua)

Grupos Naturais – Dar a Comunhão / Dar a Conhecer / Dar a Certeza / Dar à Costa / Dar à Dica / Dar a Entender
Janeiro 8, 2017

As Vogais

Grupos Naturais – combinação de grupos a dois, associados naturalmente, frequentemente verbo-substantivo, constituindo expressões vulgarizadas pelo uso.

Apresentação de alguns exemplos:

 

Dar a comunhão – dar o sacramento.

 Ex.: O padre dá a comunhão aos fiéis.

 

Dar a conhecer – Pôr ao corrente, informar sobre.

 Ex.: O advogado deu a conhecer o testamento.

 

Dar a certeza – garantir

Ex.: A mãe deu a certeza de que ele virá.

 

Dar à costa – naufragar.

Ex.: O barco deu à costa, mercê da tempestade.

 

Dar à dica – denunciar, informar as autoridades.

Ex.: O mais arrogante do bando deu à bica e o plano não resultou.

 

Dar a entender – fazer perceber.

Ex.: Ela deu a entender que não gostaria de sair à noite.

 (continua)